Descubra Como Parar de Roncar Hoje Com a Faixa Anti Ronco

Afinal, é possível parar de roncar? Estima-se que aproximadamente 45% das pessoas roncam, independentemente de sua idade ou sexo. O ronco pode ser um problema irritante para o nosso parceiro, principalmente se você tem o sono leve.

Como é possível parar de roncar

Parar de roncar é possível, em alguns casos, as causas são temporários, pois estas são devidas a um constipado, ou alergia passageira. Em seguida, recomendamos algumas soluções para deixar de roncar, desde que as causas sejam temporários.

Dicas para parar de roncar

1. Identifique o seu tipo de ronco.

O ronca com a boca aberta ou fechada? Aprender a distinguir entre os tipos de ronco irá ajudá-lo a lidar com as causas particulares desse tipo de ronco. O ressonar com a boca fechada, indica que a língua é a principal causa, enquanto que o ressonar com a boca aberta podem ser causados por problemas de sinusite ou o tipo de postura que adotamos para dormir.

2. Fatores que agravam os roncos.

Álcool, comprimidos para dormir, café e alimentos gordurosos antes de dormir, podem aumentar os ronco fazendo com que os músculos da garganta se relaxarem com o consequente estreitamento das vias respiratórias. As refeições e refeições gordurosas também diminuem o fluxo de ar para empurrar para cima o diafragma. Se você realmente quer parar de roncar é aconselhável jantar moderadamente.

Fumar também pode ser uma causa frequente do ronco, e é um perigo para a saúde em geral. Se você é fumante e verdadeiramente quer acabar com o ronco, considere em deixar o tabaco.

Considere a possibilidade de perder peso. O tecido adiposo na parte posterior da garganta é frequentemente a causa do ronco. Perder um pouco de peso pode ajudar a reduzir o ronco.

Se toma regularmente algum tipo de medicamento, fale com o seu médico procurando alternativas. Os medicamentos que está a ingerir podem aumentar os ronco consideravelmente.

3. Mantenha o seu quarto mais úmido.

A secagem é frequentemente uma das principais causas de ronco, usar um umidificador ou chuveiro com água quente antes de dormir pode ajudar a aliviar o ronco mantendo as vias respiratórias umedecidas.

Gargarejo com um enxágue bucal de hortelã para reduzir o tamanho do revestimento do nariz e da garganta. Esta medida é eficaz se o ronco é provocado por um resfriado ou uma alergia.

4. Lavagem nasal antes de dormir.

É tão simples como tomar um pouco de água na palma da mão e tentar respirar suavemente. Deste modo a água penetra limpar as fossas nasais e umedecendo toda a área. São algumas dicas sobre como parar de ressonar quando se trate de estados passageiros.

5. Para deixar de roncar durma na posição correta

Dormir de barriga para cima pode fazer com que a língua intercepte a respiração e com isso evitar que os ronco sejam maiores. O melhor é dormir de lado, para que a garganta não fique obstruída e o ar flua facilmente, sem emitir sons. Além disso, esta é uma boa postura para evitar dores nas costas.

Ao mesmo tempo, é aconselhável usar um bom colchão, que não altere a postura e usar uma almofada mais alta que baixa, de modo que a cabeça está mais elevada e facilitará a respiração.

Roncopatia

A roncopatia é um distúrbio respiratório que afeta homens, mulheres e crianças.

O ronco ou roncopatia é o ruído que se produz ao ronco, como consequência de uma obstrução da passagem de ar através da parte posterior da boca e do nariz. Quando dormimos, os músculos e tecidos da faringe relaxam, se, além disso, se você dorme de barriga para cima, a língua que perdeu sua tonicidade normal, escorregar um pouco para trás, fechando a abertura das fossas nasais na garganta. Esta obstrução de ar dificulta a entrada e saída dos pulmões, forçando o sono a respirar pela boca.

Nesta área correspondem a língua com o palato mole e a úvula ou campainha. Quando estas estruturas colidem umas com as outras ocorre uma vibração durante a respiração, gerando-se o ruído típico do ronco.

O que causa o ronco?

Cerca de 45% das pessoas adultas roncam, ocasionalmente, e 25 % são roncadores habituais.

São muitas as causas de ronco, porém nem todas as pessoas são afetadas pela mesma causa, por esta razão há que saber identificá-las para poder encontrar uma solução eficaz:

– Baixo tônus muscular nos músculos da garganta ou da língua. Alguns músculos flácidos faz com que a língua caia para trás, e os músculos da garganta entrem em colapso com as vias respiratórias. Isto ocorre quando o tônus muscular da pessoa está muito relaxado com o consumo de álcool, medicamentos ou drogas que causam sonolência. Mas também ocorre em algumas pessoas, quando estão relaxadas nas fases de sono profundo.

– Um excessivo desenvolvimento dos tecidos da garganta. As amígdalas grandes ou das adenoides desenvolvidas excessivamente (florestas), por exemplo, são a causa de ronco em crianças. As pessoas obesas também sofrem um aumento no tamanho destes tecidos.

– Uma excessiva comprimento do palato mole e da úvula. Um paladar grande pode converter-se em estreita passagem entre o nariz e a garganta. Como o palato mole paira sobre a entrada das vias respiratórias, funciona como uma válvula de fluxo e quando ocorre a respiração relaxada contribui para o ruído do ronco. Uma úvula igualmente grande agrava o tema.

– Obstrução das vias aéreas nasais. Quando se sofre uma obstrução ou um bloqueio nasal, é necessário um esforço para inalar o ar através do nariz. Isso cria um exagero vácuo na garganta, que se converte em um colapso de parte das vias respiratórias e empurra os tecidos moles para a garganta. Por isso, infecções virais do nariz pode aparecer o ronco em pessoas que não são roncadores habitualmente. Isso também explica a razão por que certas pessoas só roncam durante a primavera (alérgicos). Igualmente, as deformações do septo nasal são uma causa comum de obstrução à passagem de ar e podem causar o ronco noturno.

Classificação de ronco

Classificamos o ronco em três tipos, descubra o seu tipo e entenda como você pode parar de roncar, dependendo do seu tipo de ronco:

Ronco simples ou primário

Mas é produzido pelo estreitamento das vias respiratórias, não existe problema para o nosso organismo, já que a entrada de oxigênio no nosso corpo não é alterada. Podemos encontrar secura da boca ou da garganta, inflamação das gengivas pela secura, e até mesmo problemas com o nosso parceiro não deixe descansar bem.

Síndrome de resistência aumentada das vias aéreas superiores (SRAVAS).

O ronco aqui já é patológico. Ao haver uma ligeira diminuição da entrada de ar, aparecem os microdespertares, acompanhados logicamente do sono não reparador. O paciente refere sono durante o dia.

A Síndrome de apneia obstrutiva do sono (SAOS).

Nesta fase já temos sérios problemas, já que a falta de entrada de ar, temos uma diminuição de oxiemoglobina no sangue, além dos sintomas do SRAVAS. Esta síndrome está relacionada com acidentes de trabalho e de trânsito, infartos cardíacos, hipertensão arterial, acidentes vasculares cerebrais e a “morte súbita”.

Por tudo isso é importante saber, se você tem um ronco patológico ou não, para levar a cabo o tratamento correto.

Ronco de acordo com a posição:

–Boca fechada: pode indicar um problema com a língua. Costuma ser a causa comum e pode ser facilmente resolvido com um aparelho bucal.

–A Boca aberta: você pode estar relacionado aos tecidos da garganta.

–Ronco ao dormir de barriga para cima: melhorar os hábitos do sono e mudanças de estilo de vida podem ser eficazes curas.

-Ronco em todas as posições: podem significar que o ronco é mais grave e pode exigir um tratamento mais completo.

Roncar faz mal?

Quando a pessoa afetada leva muito tempo roncando e não tratar esta doença, podem ocorrer episódios de interrupção da respiração durante alguns segundos, chamado de apneia do sono. Ao fundir-se o ressonar com a apneia, a pessoa passa a respirar pela boca.

A maioria das pessoas com roncopatia e apneia do sono não sabem de sua condição, a não ser que um membro da família que você durma próximo comente. A apneia deve ser tratada por um médico otorrinolaringologista, porque pode causar doenças como:

  1. insuficiência cardíaca.
  2. Pressão arterial elevada.
  3. Arritmias e aumento do risco de sofrer um ataque cardíaco.

Estatisticamente, há mais roncadores que roncadoras, concretamente, dois de cada três homens e uma em cada três mulheres. Os estrogênios previnem o pescoço das mulheres com relaxamento durante o sono, algo que, não acontece nos homens. Além disso, isso explica por que as mulheres na menopausa roncam do mesmo modo que os homens.

Faixa Anti Ronco

A faixa anti ronco é uma excelente opção para quem deseja parar de roncar de forma definitiva, sem sofrimento. Veja como funciona a faixa anti ronco:

A boa notícia é que você pode comprar a faixa anti ronco no Brasil e parar de roncar, eliminando de uma vez por todas o ronco da sua vida. Não precisa mas sofrer por causo do seu problema como o ronco porque a faixa anti ronco realmente funciona.